revisão de frota

Políticas de revisão de frota para atacadistas distribuidores

revisão de frotaEm muitas empresas, a manutenção utiliza seus recursos, principalmente humanos e materiais, de forma ineficiente. Isso gera custos elevados e cada vez maiores. Por isso, recomenda-se a criação de uma política de revisão de frota para atacadistas distribuidores. Para que esse plano de revisão se torne realidade, é preciso dispor de informações precisas e atualizadas sobre os veículos da frota, que ajudam na programação, na execução e no controle da área de manutenção de uma atacadista distribuidor.

Para uma política de revisão de frota, critérios como horas de uso, consumo de combustível ou quilometragem rodada podem ser facilmente adotados e medidos. Existem diversos modelos de políticas que podem auxiliar as empresas a reduzirem custos e tempo para manutenção da frota. Entre elas estão:

– Manutenções preventivas/agendadas: manutenções pró-ativas há possibilidade de substituição de um ou mais componentes.

– Manutenção corretiva: as manutenções reativas são feitas com substituição de componentes ou reparos.

– Manutenção de oportunidade:  indicada em momentos de ociosidade para troca de componentes complexos e que demandam mais tempo que o normal para serem reparados.

Seja qual for o plano escolhido – e vale lembrar que existem outros além dos citados acima – existem algumas condições para que seja assertivo. O atacadista distribuidor precisa:

  • Estudar as condições de funcionamento da frota
  • Analisar falhas e defeitos frequentes
  • Calcular o estoque mínimo de peças de reposição
  • Buscar quais são as ferramentas imprescindíveis para manutenção e conserto
  • Estimar o tempo para revisão e conserto de peças dos caminhões
  • Orientar os motoristas sobre boas práticas de direção e cuidados com o veículo

Outra questão importante sobre revisão de frota é atuar prioritariamente nos componentes críticos. Em casos de defeitos nos componentes que não interrompem a operação (buzina, janela, pintura) há mais flexibilidade. Quando as falhas são capazes de interromper a operação (nos pneus e baterias, por exemplo,) o grau de atenção e rapidez de resposta devem ser maiores.

Crédito de imagem: sharkman/CC

estoque e armazenagem

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *