produtos mais caros

Por que as dificuldades na logística tornam os produtos mais caros no Brasil?

produtos mais caros

Segundo reportagem do jornal Valor Econômico replicada pelo portal Portos e Navios, o custo Brasil torna os produtos mais caros em 23,4% em relação aos principais concorrentes do país. Os dados são da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e revelam uma realidade vivida por quem tem negócios na área e deseja concorrer com outras nações. A comparação foi feita com Argentina, Chile, México, China, Estados Unidos, Canadá, Coreia do Sul, Índia, Espanha, Reino Unido, Itália, Suíça, Alemanha, França e Japão.

O que torna os produtos mais caros?

Entre os fatores que elevam o custo Brasil e tornam os produtos mais caros, a alta carga tributária está no topo da lista. O Brasil é um dos países que mais cobra impostos no mundo. Chega ao absurdo de valer mais a pena viajar até o país onde o produto é fabricado, arcando com todas as despesas, e trazê-lo na mala do que comprar no Brasil. Segundo o estudo, em comparação aos outros 15 países, a carga tributária torna os produtos mais caros em 13,8%.

Em relação à logística, foram avaliados a densidade e a qualidade da infraestrutura rodoviária, ferroviária e portuária e o Brasil ficou entre os últimos colocados. Esse quesito impacta em 1,5% o preço dos produtos. Foi constatado também que somos o país que pior cuida das estradas e tem a pior estrutura portuária.

A burocracia também tem sido fator decisivo para tornar os produtos mais caros no Brasil. São necessários mais de 30 documentos e a aprovação de 16 órgãos públicos diferentes para fazer uma exportação. Em outros países, onde a burocracia é menor e os custos menores, é mais rápido e mais barato enviar um contêiner, por exemplo. Sendo assim, fica difícil competir quando a globalização tem oferecido acesso de muitas pessoas a produtos internacionais.

O que pode ser feito?

Apesar de todas as dificuldades que tornam os produtos mais caros, é preciso incentivar o consumo interno. Optar por produtos nacionais é uma forma de ir contra a burocracia e a alta taxa tributária das importações. Se um fornecedor internacional tem custo alto por causa do transporte e tributos, o melhor é procurar outro, mais próximo e negociar. Montar cooperativas e grupos de ajuda mutua, oferecendo descontos e vantagens, também pode ajudar.

Cabe às empresas de logística e seus clientes combaterem a burocracia para tentar tornar-se mais competitivas. Quando produtos vindos de fora chegam ao Brasil com preço incrivelmente mais barato, mesmo com toda a burocracia e custos, significa que não têm qualidade igual e que provavelmente usaram mão-de-obra de forma ilegal ou imprópria. Esperar pela diminuição de impostos pode demorar, mas é importante  engajar-se em grupos que sejam à favor da causa. Por enquanto, o melhor caminho é conscientizar as pessoas sobre a importância de optar por produtos nacionais e unir-se a empresas que sofrem com os mesmos problemas.
Você também acha que as dificuldades na logística torna os produtos mais caros no Brasil? Conte para nós!

Crédito de imagem: ofravim/cc

operações_de_entrega

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *