lei do descanso

Lei do Descanso: como controlar na sua equipe

lei do descansoDesde de abril de 2012, os motoristas profissionais de transporte de cargas e passageiros têm limites diários de parada para descanso e repouso obrigatório. A Lei Nº 12.619, conhecida como Lei do Descanso, limita o tempo máximo de direção para dez horas diárias com obrigatoriedade de intervalos para descanso durante este período. As empresas contratantes também devem “custear o tempo parado em fiscalizações e terminais de carga e descarga”, segundo a legislação.

 A fiscalização de deslocamento é feita com a ajuda de um equipamento que deve ser usado em veículos de carga e de transporte de passageiros: o tacógrafo. Sua função é controlar o tempo de direção – isso ocorre ao medir velocidade e a distância, ou seja, o equipamento mede a distância percorrida e a velocidade e calcula o tempo de deslocamento. Vale lembrar que não é possível medir o tempo parado com este equipamento. O tacógrafo deve ser certificado pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e não pode ter os dados alterados.

 Também é possível verificar o tempo na direção com ajuda da ficha de trabalho (ou “diário de bordo”, como também é conhecida). Ali, a fiscalização é realizada com base no registro da jornada feito pelo próprio motorista. Muitos distribuidores têm apostado em softwares de gestão de frotas que ajudam a identificar eventuais problemas encontrados durante a jornada. Paradas para descanso, almoço, problemas mecânicos, abastecimento e até para depósito são facilmente apontadas pela equipe de entrega em um aparelho celular ou teclado logístico. Apesar de não servirem como comprovação de jornada, ajudam o motorista e a central a fazerem a gestão das entregas.

 Como resultado da lei, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) espera uma queda no número de acidentes provocados por cansaço dos motoristas com sobrecarga de trabalho.

 Ficou com alguma dúvida? Escreva sua pergunta nos comentários que tentaremos lhe ajudar.

 Mais sobre a Lei de Descanso:

De acordo com a lei, os motoristas devem repousar no mínimo 11 horas por dia, além de descansar 30 minutos a cada quatro horas ininterruptas de direção. Será assegurado ao motorista profissional intervalo mínimo de uma hora para refeição e descanso semanal de 35 horas. A punição prevista é apreensão do veículo, multa de R$ 127,69 e perda de cinco pontos na carteira de habilitação.

 Crédito de imagem: /CC

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *