gamification

Gamification na logística: conheça o conceito e saiba como aplicá-lo

gamificationO termo gamification significa usar técnicas de games em outros contextos que não sejam específicos desse universo. Por ser uma linguagem fácil e divertida, a tendência é que as pessoas sintam-se engajadas mais facilmente. Na educação, por exemplo, as técnicas têm sido usadas para atrair crianças e adolescentes para o aprendizado escolar. Algumas empresas têm usado gamification também para fazer marketing.: por meio da criação de jogos, é possível fazer reforço de marca, divulgar novos produtos, enviar mensagens aos clientes, etc. Outra aplicação bastante interessante é o uso do gamification no ambiente corporativo para incentivar funcionários a terem bons resultados. É desta forma que o conceito tem sido aplicado na logística, como detalharemos a seguir.

Engajamento de funcionários com o uso de gamification

Engajar funcionários em torno de um propósito tem se tornado cada vez mais difícil para as empresas. No segmento da logística, isso se torna ainda mais desafiador em função da rotina pesada e do comodismo dos funcionários com o modo tradicional de trabalhar das empresas. O gamification, portanto, surge como uma alternativa a mais para incentivar resultados. Ela funciona da seguinte forma: o funcionário recebe um jogo, em que as metas e objetivos precisam ter relação direta com a rotina de trabalho. No caso de um motorista, por exemplo, um dos objetivos seria “entregar encomenda no prazo”. A cada tarefa cumprida com sucesso, são adquiridos pontos.

Existem diversas formas de  fazer gamification, mas para engajar, de fato, os funcionários em torno de uma causa ela deve ter as seguintes características:

Ser simples e de fácil acesso

Ter uma ferramenta de gamification que não faça o funcionário se sentir estimulado a acessar não é algo atrativo. Por isso é preciso ser fácil. Um meio ideal de disponibilizar o jogo para os funcionários são os aplicativos. Como a maioria das pessoas já é habituada com o uso do celular, fica fácil despertar o interesse pela novidade.

Estar alinhada com a rotina do funcionário

Como já mencionamos, as tarefas propostas pelo jogo precisam estar alinhadas com o dia a dia do funcionário. Metas possíveis estimulam o jogador a se interessar pela interação com o aplicativo. A etapa seguinte é buscar superar  os objetivos alcançados e obter resultados acima da média.  

Premiar bons resultados

O prêmio por bons resultados faz parte do incentivo para que funcionários sintam-se motivados a participar da brincadeira. O agrado pode vir por meio de brindes simples como canetas, bonés, copos, canecas; até bonificações em dinheiro e promoções de cargo. O importante é que o esforço para conseguir pontos não seja em vão.

Por que o gamification dá tão certo?

As pessoas amam jogos. Segundo este artigo, nosso cérebro possui mecanismos de recompensa que ficam satisfeitos quando cumprimos algum objetivo com êxito. Em jogos, isso acontece o tempo todo. O texto fala sobre o prazer que seres humanos sentem ao jogar videogame,  mas o conceito também se aplica o gamification no ambiente corporativo. Eles explicam que uma das coisas que deixa o nosso cérebro mais satisfeito é a produção de dopamina, hormônio de satisfação liberado quando completamos algo. Sendo assim, se o aplicativo realmente for usado pelos funcionários no dia-a-dia e tornar-se uma brincadeira saudável e constante na rotina deles,  sua empresa tende a ter funcionários muito mais felizes e apresentando resultados  além do esperado.

Crédito da imagem: quakeboy/CC

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *