desafios da logística

Desafios da logística: Por que o monitoramento de entregas é uma tecnologia imprescindível?

desafios da logísticaOs desafios da logística foram tema do “Painel ILB Infraestrutura de Transportes e Logística: desafios e perspectivas”, realizado no mês de outubro de 2016, no Instituto Legislativo Brasileiro (ILB). A principal pauta de discussão, já bastante conhecida pelo setor, é a de que o segmento foi marcado por precariedade, defasagem em relação a outros países e poucos avanços na última década. O presidente da Frente Parlamentar de Logística de Transporte e Armazenagem, senador Wellington Fagundes (PR-MT), chegou a declarar que “é preciso tratar o tema com obstinação e sem perder a esperança”. Segundo o ministro Maurício Quintella, “precisaríamos de R$ 77 bilhões só para rodovias, outros R$ 35 bilhões para concluir obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e este dinheiro não existe”. Diante desse cenário desfavorável, é preciso admitir que dificilmente a realidade das estradas, portos e aeroportos mudará de uma hora para outra. A pergunta que fica, portanto, é: o que os empresários precisam fazer para continuarem competitivos e atuantes? A resposta está na tecnologia.

Monitoramento de entregas e os desafios da logística

A realidade do transporte brasileiro é ser essencialmente rodoviário. Aliado a isso, estradas ruins e um país com proporções continentais tornam os desafios da logística muito maiores. Investir em tecnologia é, portanto, essencial para a sobrevivência dos negócios. O monitoramento de entregas é a tecnologia que permite acompanhar a carga desde a saída do armazém até a chegada ao destino. Por meio de um aplicativo, são enviados sinais de alerta sobre paradas, congestionamentos e outros eventos na rota. Isso ajuda a transpor os desafios da logística porque informa a central sobre imprevistos e permite tomar atitudes e administrar a relação com o cliente de forma honesta.

Ter atenção a fatores como esses é importante para pequenas, médias e grandes empresas, que podem ter mais controle sobre a frota; mas é indispensável em organizações que trabalham com um volume maior de informações e produtos circulando. É recomendado aliar a tecnologia de monitoramento de entregas a outras, como a de gestão de armazéns, o WMS. Quando a empresa trabalha ou pretende trabalhar com exportação, nem se fala. As desvantagens logísticas estruturais precisam ser compensadas com tecnologia para atingir um patamar de competição de igual para igual.

Se você acha que o investimento é alto e desnecessário, cuidado. Você pode estar cometendo o mesmo erro do governo brasileiro em não priorizar melhorias no momento certo. No painel, o senador Renan Calheiros ressaltou que o investimento em transporte no Brasil, em relação ao PIB, foi de 0,6%, sendo que metade do valor teve origem na iniciativa privada. Enquanto isso, um fórum internacional recente apontou que outros 47 países investem, em média, o dobro desse valor.

Qual a sua opinião sobre como enfrentar os desafios da logística? Escreva um comentário para nós!

Como implantar uma solução de apoio a distribuição-02

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *