cross docking

Cross Docking: diminua o tempo de armazenagem e gere mais lucro

cross dockingManter produtos armazenados demanda custos e espaço físico, portanto, quando isso puder ser evitado, melhor para a empresa. O Cross Docking consiste em encaminhar produtos de uma carga recebida diretamente para uma carga de entrega sem que ele precise ficar no armazém, diminuindo custos e aumentando a eficiência da distribuidora. Mas para que isso seja possível, é preciso ter conhecimento global e pleno dos processos que acontecem dentro da distribuidora. Parece simples, mas exige muita organização. Para implantar essa modalidade de transporte você precisa:

  •         Ter um fornecedor confiável – Para fazer o Cross Docking dar certo, o seu fornecedor precisa ser confiável, já que você vai ter uma equipe toda preparada para receber aquele produto e já encaminhá-lo. O tempo máximo de permanência na distribuidora entre um transporte e outro costuma ser de no máximo 24 horas, por isso atrasos podem inviabilizar o processo.
  •         Trabalhar com a tecnologia adequada – em um processo de Cross Docking tudo precisa acontecer muito rápido. Sem o uso da tecnologia, fica praticamente impossível organizar todos os processos de conferência, planejamento de rota e encaminhamento.
  •         Profissionais preparados – Quando a carga que vai ser encaminhada em formato Cross Docking chega, precisa ser imediatamente recepcionada. Os profissionais responsáveis precisam estar cientes e treinados para que não haja erros, especialmente quando se trata de produtos perecíveis, onde o tempo é ainda mais importante.

É importante destacar que processos Cross Docking só são possíveis quando a mercadoria já tem destino certo, caso contrário um local adequado de armazenamento necessariamente precisa ser destinado àquela mercadoria. Apesar de ser um processo complexo, as vantagens do Cross Docking são inúmeras, entre elas: menor necessidade de espaço, otimização no uso de empilhadeiras, velocidade da entrega, diminui a chance de furtos e avarias (menor movimentação do produto dentro do armazém), etc.
A sua empresa pratica o Cross Docking? Quais são suas dificuldades? Conte para nós!

Crédito da imagem: Unsplash/cc

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *