wms

O que é WMS?

wms

WMS é a sigla para Warehouse Management System ou Sistema de Gerenciamento de Armazém, em português. O WMS é uma ferramenta para o gerenciamento de estoque, espaço, equipamentos e pessoas. O uso de um bom sistema aumenta a produtividade e diminui o custo em todos os processos de centros de distribuição, desde o recebimento de produtos até sua expedição. Leia mais

tendencias-de-logistica

Tendências de logística para operadores em 2017

tendencias-de-logisticaCom o ano começando, muitas empresas já se organizam para fazer de 2017 um ano de bons negócios. Do ponto de vista da economia brasileira como um todo, há expectativa de estagnação. A boa notícia é que o país deve voltar a crescer em 2018, o que significa que os empresários não podem ficar parados. O ano que vem é perfeito para observar tendências de logística, fazer ajustes e apostar em investimentos assertivos, especialmente os ligados a tecnologia.

Vivemos em um momento crítico no que diz respeito à inovação. A todo momento surgem novidades e as empresas, especialmente as de países em desenvolvimento como o nosso, correm para se adequar. A internet das coisas deve revolucionar a indústria e a logística, dando início a uma nova fase industrial. É preciso estar atento, já que em alguns setores  estamos em natural desvantagem competitiva, agravada pela recente crise.

É evidente que o clima de pessimismo não combina com o perfil do empresário brasileiro. O investimento em inovação, aliado aos recursos inerentes ao país, costuma gerar resultados bastante representativos. Somos destaque nos setores automotivo, agroindustrial e em pesquisas e aplicação de energias limpas. Na logística, há barreiras em relação ao rodoviarismo. Em contrapartida, temos importantes portos e aeroportos capazes de prestar bons serviços. Por isso, é preciso olhar para o futuro, copiar bons modelos e investir cada vez mais. Separamos algumas tendências de logística que consideramos essenciais para o ano de 2017. Algumas delas são apenas reflexões, pontos de atenção. Outras podem ser aplicadas agora mesmo.

7 tendências de logística para 2017

Transporte autônomo

Certamente você acompanhou as notícias sobre o caminhão autônomo que fez sua primeira viagem com objetivo logístico. Caso ainda não tenha visto, veja o que escrevemos no blog sobre o assunto. Por mais futurista que possa parecer, essa é uma das tendências de logística para observar agora mesmo. É evidente que a realidade das rodovias brasileiras dificilmente irá comportar caminhões sem motorista em um futuro próximo, mas a novidade lança luz sobre a necessidade de ter controle total sobre nossas entregas. Com a eficiência dos sistemas de GPS, hoje já é possível saber a localização exata da carga, estimar com precisão prazos de entrega e garantir a segurança total de produtos com alto valor agregado ou necessidades específicas. A consequência disso, além do maior controle das empresas sobre seus processos, é que a relação com o cliente se torna mais próxima e de mais confiança.

Same day delivery

Como o próprio nome diz, essa modalidade logística promete entregar o produto ao consumidor no mesmo dia da compra, desde que ela tenha sido feita até as 18h. Apesar de ser mais forte em outros países, algumas empresas já praticam esse tipo de entrega e a tendência deve estar ainda mais forte em 2017. Para tornar possível tal agilidade, é importante que a loja tenha uma rede bastante estruturada de fornecedores e distribuidores, que podem ser próprios ou terceirizados, de preferência próximos uns dos outros. Isso garante a cobertura eficaz de diversas áreas. É fundamental também que a demanda seja gerenciada por softwares, já a rapidez do processamento de informações exige precisão bastante calculada.

Entrega antecipada

Em um nível um pouco mais avançado que o Same Day Delivery, a tecnologia patenteada pela Amazon em 2014 deve movimentar, e muito, o mundo da logística em 2017. A entrega antecipada consiste em realizar as primeiras movimentações do produto antes mesmo que o cliente finalize a compra. Isso é possível graças a algoritmos capazes de identificar padrões de determinados clientes. Caso eles percebam forte tendência pela compra, o item é encaminhado para o centro de distribuição mais próximo do potencial comprador. Isso reduz o tempo de espera e tende a aumentar a satisfação do cliente. A tecnologia é tendência de logística para 2017 porque nunca tivemos informações tão precisas quanto hoje sobre padrões de consumo e comportamento online. A tendência é que esse conhecimento evolua ainda mais à medida que o Big Data e as cidades inteligentes se consolidam. Enquanto ainda estamos evoluindo nesse sentido, observar movimentações e tendências já é perfeitamente viável e fundamental para aplicar agora mesmo. Sistemas de gerenciamento de armazéns, por exemplo, registram movimentações e emitem relatórios com conclusões acerca de padrões de consumo. Dessa forma, é possível agir estrategicamente para prever ações e aumentar a efetividade das entregas.

Impressão 3D

A tecnologia de impressão 3D deve ser revolucionária em muitos segmentos e ditar tendências de logística. Há estudos para introduzi-la definitivamente em missões espaciais, por exemplo, o que deve ser fundamental para o sucesso da expedições. No ambiente doméstico, elas poderiam servir para produzir os mais diversos produtos, inclusive móveis e objetos de decoração. Na prática funcionaria da seguinte forma: o consumidor compra a programação para a impressão de determinada peça e uma máquina faria imediatamente a impressão do produto. Apesar de bastante interessante, ter uma dessas em casa seria mais trabalhoso do que parece, já que seria necessário comprar diversos “cartuchos” com materiais específicos, o que demandaria o mesmo trabalho do que comprar o produto pronto.

A grande sacada está em ter essas impressoras no ambiente industrial. Há vantagens em relação a qualidade, já que a impressora é capaz de fabricar de uma só vez peças bastante complexas e com otimização máxima da matéria-prima. O acesso também se torna facilitado, já que o produto seria produzido no momento exato da compra e em um local mais próximo possível da entrega. O impacto para a logística, nesse caso, seria imenso, já que dispensa várias etapas de transporte e torna muito mais eficiente a relação com o cliente. E não pense que apenas produtos simples podem ser produzidos com essa tecnologia. Ela já é capaz de construir carros e até pontes.

 

Realidade aumentada

Essa é uma das tendências de logística que deve estar presente principalmente no gerenciamento dos armazéns. Por meio de lentes inteligentes, como as do Google Glass, é possível ter acesso a informações de localização de produtos, faz-se a leitura de códigos de barras, enviam-se comandos de separação, faz-se conferências, etc. A tecnologia é eficiente porque confere agilidade e precisão aos processos, além de ser mais cômodo para o operador. A tendência é interessante porque lança luz sobre a necessidade de criar métodos mais eficazes de conferência. Pode ser que demore um pouco para que sua empresa tenha acesso a óculos inteligentes, mas criar meios digitais para realizar processos do dia a dia é uma necessidade urgente. Se sua empresa ainda possui algum método analógico, 2017 é o momento de se livrar dele.

Internet das coisas

O processo até a consolidação definitiva da internet das coisas ainda leva tempo, mas já começou. A logística talvez seja o setor mais afetado porque o grande volume de informações e as facilidades oferecidas pelo IoT exigirão agilidade das operações. Haverá ligação direta entre todos os pontos da cadeia de suprimentos, desde o fornecimento de matéria-prima até o consumidor. Isso quer dizer que, se houve um aumento significativo no consumo de algum produto, imediatamente a lógica de fornecimento de matéria-prima para fabricação de mais peças também muda. Com mais eficiência, os clientes ficarão mais exigentes e os prazos de entrega ficarão cada vez mais apertados. Para que isso seja possível, no chão de fábrica tudo estará conectado: máquinas, paletes, caminhões e pessoas.

Verticalização

Armazéns cada vez menores e mais eficientes não estão entre as tendências de logística mais novas, mas é fundamental para 2017. O melhor aproveitamento exclui a necessidade de se ter grandes espaços e facilita o trabalho dos funcionários. Outra vantagem é que armazéns verticais têm a automatização e o uso de empilhadeiras mais eficientes como premissa. Como consequência, as equipes ficam menores e a precisão das rotinas de conferência e separação, por exemplo, aumenta.
Estar atento às tendências de logística não quer dizer que você precisa sair como um louco trocando todos os equipamentos da sua empresa. É necessário fazer investimentos, claro. Quem permanece sempre do mesmo jeito certamente é superado pela concorrência, especialmente em momentos de mudança como esse. A dica é fazer tudo com cautela. Estude a realidade da sua empresa e do mercado, se preciso contrate uma consultoria. Só dessa forma você saberá o momento de fazer cada investimento sem que isso comprometa o orçamento da sua empresa.

gestão da cadeia de suprimentos

Gestão da cadeia de suprimentos: é possível tornar os ciclos mais curtos?

gestão da cadeia de suprimentosUma gestão da cadeia de suprimentos com ciclos mais curtos tem se tornado mais do que desejável: já é algo necessário. Vivemos um momento em que as comunicações e a concorrência entre as empresas impõem a renovação constante dos produtos, especialmente os tecnológicos. No que diz respeito à logística, dar conta de toda essa demanda requer agilidade e organização, tudo isso sem afetar os custos ou a qualidade do serviço. Isso só é possível graças às ferramentas tecnológicas utilizadas desde o pedido até a entrega ao cliente.

Gestão da cadeia de suprimentos eficiente

Além da necessidade constante do mercado por novos produtos, a gestão da cadeia de suprimentos, quando feita de forma eficiente, é um ótimo negócio para a empresa. Ciclos curtos diminuem a necessidade de armazenamento e evitam desperdícios. A grande dificuldade é que, assim como em qualquer operação logística, longa ou curta, um pequeno erro em qualquer uma das etapas é capaz de comprometer todas as demais. Imagine então manter a qualidade do serviço quando os ciclos se tornam cada vez menores. Para garantir que haja um padrão de qualidade, monitorar cada uma das etapas é fundamental para o sucesso.

Fenômenos como a automação industrial e a internet das coisas têm transformado as fábricas e até os próprios produtos em componentes ativos na gestão da cadeia de suprimentos. À medida que uma máquina se torna capaz de fornecer dados de produtividade, apontar falhas na produção e sinalizar para a necessidade de manutenção nela própria, entramos em uma era em que as chances de haver erros se torna cada vez menor, possibilitando que os ciclos sejam mais curtos.

Em uma etapa ainda mais avançada desse processo, há o retorno das informações a fim de aumentar a precisão dos ciclos. Isso quer dizer, por exemplo, que uma fábrica de alimentos terá acesso, em tempo real, à informação sobre qual SKU tem mais procura em determinados locais, meses do ano, etc. Com esses dados é possível tornar a produção mais inteligente e direcionada, diminuindo custos e desperdícios.

Apesar de interessante, a gestão da cadeia de suprimentos com ciclos mais curtos, da forma como descrevemos, ainda depende de muitos investimentos dos empresários brasileiros e interesse em tornar sua logística mais automatizada e eficiente. Ainda há pouco conhecimento e o velho jeito de fazer ainda predomina em muitos locais. A consequência disso é que se não abrirmos os olhos para as possibilidades que a tecnologia oferece, outros países o farão e não será mais possível concorrer de igual para igual.

Ficou com alguma dúvida sobre a Gestão da cadeia de suprimentos? Deixe um comentário!

7-erros-que-distribuidores-não-podem-cometer

 

Store manager with warehouseman checking goods reception

Problemas de logística que podem ser resolvidos com tecnologia

Store manager with warehouseman checking goods reception

Quem trabalha com logística sabe como o dia a dia é complexo e cheio de detalhes que podem fazer a diferença para o resultado final do processo. Felizmente a tecnologia tem contribuído para que diversos problemas de logística sejam resolvidos ou evitados. Empresas que investem nessas ferramentas têm maior tendência a alcançar melhores resultados, por isso, para ser competitivo é preciso prestar atenção à evolução da tecnologia. Veja 3 problemas que a tecnologia pode resolver:

Resolva seus problemas de logística

Erros na separação de mercadorias

A separação da mercadoria é uma das primeiras etapas do processo logístico. Um erro nessa fase pode comprometer todas as outras, por isso é preciso que a precisão seja a maior possível. Com armazéns cada vez maiores e empresas trabalhando com cada vez mais SKUs, ter um sistema de gerenciamento de armazéns tornou-se fundamental. Tornar automático o processo de identificar o local onde está o produto, fazer a separação e dar baixa no sistema são ações que diminuem drasticamente o número de erros nesse quesito. Para isso, recomendamos o uso da ferramenta WMS, que gerencia o armazém como um todo e resolve não só este, mas diversos outros problemas de logística.

Atraso nas entregas

Esse é um dos problemas de logística que mais afeta o relacionamento entre a empresa e o cliente. Atrasos podem representar grandes incômodos, especialmente se forem de produtos perecíveis ou se o cliente estiver os esperando para algum evento com data e hora marcados. Nesses casos, é fundamental contar com o roteirizador de frotas, que indica os melhores caminhos e impede que o motorista se atrase por conta do trânsito ou por não saber ao certo como chegar ao destino.

Outro motivo para os atrasos também podem ser as paradas não programadas. Para isso, a tecnologia recomendada é o monitoramento de entregas. Essa solução envia alertas sobre todos os eventos ocorridos com o caminhão, permitindo à central manter a comunicação direta com o motorista e inibir condutas que não estejam aprovadas pela empresa.

Devoluções

Mesmo com todos os cuidados, é possível que algumas entregas ainda cheguem com erros ou avarias. As devoluções são bastante onerosas para as empresas, porque exigem que uma nova entrega seja feita e, com ela, acompanham todos os gastos necessários. Para amenizar esse problema, a mesma ferramenta que faz monitoramento de entregas pode contribuir para reverter essas devoluções. Ao fazer a entrega, caso haja algum problema, por meio da própria ferramenta o motorista pode entrar em contato com a central, que imediatamente negocia para reverter a devolução.

 

Atacadão Centro Sul reverte R$47 mil em devoluções em um mês

 

Esses são apenas alguns problemas de logística que podem ser resolvidos com tecnologia, mas há muitas outras vantagens de usar soluções semelhantes para otimizar os processos logísticos de sua empresa. Acompanhe nosso blog e saiba mais.
Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário!

7-erros-que-distribuidores-não-podem-cometer

E-commerce, Credit Card, Internet.

Tecnologia para e-commerce: saiba como acabar com os erros nas entregas

E-commerce, Credit Card, Internet.

Se você está acompanhando nossas postagens recentes sobre logística, viu que a tecnologia para e-commerce é fundamental para que o sistema de compras pela internet de uma empresa funcione. Falamos sobre como vale a pena investir em um sistema para gerenciamento de armazéns, o WMS,  para que nenhum erro aconteça na hora da separação de mercadorias ou do controle de estoque. Esse é o primeiro passo para acabar com os erros nas entregas, mas não o único. Se tudo der certo até o carregamento, o próximo passo é a chegada até o cliente no tempo acordado e sem avarias nos produtos. Para isso, recomendamos o roteirizador de frotas e o gerenciador de entregas. Mas você sabe exatamente como esses sistemas funcionam? Nesse material falaremos com detalhes sobre como a tecnologia para e-commerce pode ajudar a acabar com os erros nas entregas.

Como funciona a tecnologia para e-commerce?

Prestar um serviço com o mínimo de erros possível é o objetivo de qualquer empresa que trabalhe com entregas. Se as vendas são pela internet, é essencial o apoio da tecnologia para e-commerce. Conheça em detalhes algumas das soluções que podem reduzir custos e aumentar a qualidade dos serviços:

WMS –  A importância do gerenciamento de armazéns aumenta de acordo com a complexidade da operação. Isso porque, quando o estoque é grande, é praticamente impossível gerenciar manualmente o pedido e a separação do produto, dar baixa no sistema e encaminhar para entrega. Isso sem falar que o armazém é o início de tudo e um erro acarreta em falhas em todo o resto da cadeia, gerando prejuízos. Não é à toa que essa tecnologia para e-commerce tem se tornado prioridade para as maiores empresas de vendas pela internet no mundo.

Veja nosso material completo sobre controle de estoque e armazenagem

Roteirizador – feita a separação, é hora de enviar o produto ao cliente. Essa tecnologia para e-commerce ajuda desde o carregamento até a chegada ao cliente. O roteirizador é o sistema responsável por escolher a ordem e os melhores caminhos para a entrega. Com essas informações organizadas, fica mais fácil seguir a regra geral para o carregamento perfeito: aquilo que será entregue por último é carregado primeiro. A tecnologia ajuda também a fazer as entregas com mais eficiência, evitando pontos com mais trânsito em determinados horários ou estradas sem condições adequadas de circulação.

Gerenciamento de entregas – mesmo com o roteirizador, muitos imprevistos podem acontecer desde a saída da empresa até a chegada ao cliente. É por isso que essa tecnologia para e-commerce é tão importante. Um gerenciador de entregas é o elo entre o motorista e a central. O sistema envia avisos sobre paradas programadas ou não, trânsito, problemas com o caminhão e outros imprevistos. Essa é a forma mais eficiente de controlar o momento de chegada da carga ao cliente. Outra vantagem é que, caso o motorista chegue ao local e haja algum problema, por meio do gerenciador de entregas é possível tentar reverter a devolução comunicando-se diretamente com a central.

Conheça a empresa de atacado e varejo que reverteu R$47 mil em devoluções em um mês

Fazendo uso da tecnologia para e-commerce, o índice de erros da sua empresa tende a cair drasticamente e a qualidade de serviço melhora. A consequência é a satisfação dos clientes e cada vez mais vendas.

Ficou com alguma dúvida sobre tecnologia para e-commerce? Deixe um comentário.

Como implantar uma solução de apoio a distribuição-02

transporte-personalizado

Transporte personalizado: como a tecnologia pode ajudar a atender clientes com necessidades exclusivas

transporte-personalizadoInvestir em transporte personalizado pode ser um diferencial importante para as empresas de distribuição. Já falamos algumas vezes aqui no blog que a satisfação do cliente tem sido um dos fatores principais do sucesso das empresas. É por isso que oferecer serviços que façam com que o cliente sinta-se especial é absolutamente importante. Parece simples, mas não é, uma vez que tratar cada cliente como único exige cuidado em cada detalhe, mas a tecnologia pode ajudar e valerá a pena. Veja as dicas:

Conheça a fundo o produto que está transportando

Clientes que optam pelo transporte personalizado querem que seus produtos cheguem ao destino intactos. Se a carga exige uma temperatura específica, por exemplo, certifique-se de que o caminhão tem condições de suprir essa necessidade. O importante é questionar a embarcadora sobre todas essas necessidades e garantir que elas serão cumpridas durante toda a viagem.

Pergunte sobre as necessidades de carga e descarga

Muitas vezes a exclusividade exigida no transporte personalizado diz respeito às necessidades de carga e descarga. Pode ser que o local seja de difícil acesso ou exija um caminhão com altura limitada. Pode ser também que o embarcador ou o cliente final esteja em área residencial ou comercial, o que restringe o horário de circulação de veículos pesados e barulho.

Cumpra prazos e obedeça horários

Já falamos diversas vezes sobre o quão importante é cumprir prazos e horários. No transporte personalizado isso se torna ainda mais importante, pois, se o cliente possui necessidades diferenciadas, elas devem ser atendidas. Nesse caso, a tecnologia mostra-se importante aliada, já que por meio do monitoramento e roteirização de frotas é possível estabelecer uma rota adequada e monitorar a movimentação do caminhão, o que torna possível avisar sobre ocasionais atrasos por problemas no trajeto.

Tenha uma relação franca com o cliente

No transporte personalizado, como cada cliente é tratado de forma diferenciada, é preciso ser franco e direto. Quando há algum atraso ou problema, o melhor é relatar ao cliente para encontrar juntos uma solução. Um dos comportamentos que mais irrita o cliente é sentir-se enganado ou enrolado, por isso tenha pessoas altamente treinadas para agir de forma franca e respeitosa na sua empresa. Se a relação for de confiança, possivelmente ela será mais duradoura.

Preocupe-se com a experiência do transporte personalizado

O atendimento ao cliente não acaba quando a entrega chega ao destino. Certifique-se, por meio de pesquisas formais ou informais, de que a experiência do transporte personalizado foi boa. Caso passe um período determinado de tempo e o cliente não volte a utilizar os seus serviços, procure saber o que aconteceu. Para ter esses lembretes a tecnologia pode ajudar, enviando alertas. Feito isso, fique atento para que as críticas não sejam feitas em vão, mas transformem-se em melhorias. Caso o cliente tenha sido lesado, tente oferecer algo para compensar.

Pensar em transporte personalizado não é algo exclusivo de quem trabalha com produtos de grande valor agregado, frágeis ou perecíveis, mas deveria ser de todas as transportadoras. Quando o cliente sentir que sua empresa se importa com ele, certamente sentirá confiança e sempre usará seus serviços. Invista nesse cuidado e observe os ótimos resultados.

O que você acha do transporte personalizado? Conte sua experiência para nós nos comentários.

Crédito da imagem: nessrider12/CC

Ambev_1-02

solucao-para-delivery

Saiba como uma solução para delivery pode contribuir para o sucesso do seu negócio

solucao-para-deliveryUma solução para delivery, também conhecida como software para gestão de entregas, pode melhorar a precisão das operações e facilitar a gestão da sua empresa. Isso acontece porque, com a tecnologia, as chances de haver algum erro nos processos de entrega ou na comunicação entre embarcador, motorista e cliente diminuem. Com maior controle sobre a movimentação da frota, é possível analisar possíveis erros e melhorar continuamente.

Veja as vantagens da solução para delivery:

  • Acompanhamento dos caminhões

O mais comum em empresas hoje em dia é que, assim que o caminhão saia da empresa, não haja mais controle e a carga fique a mercê da equipe responsável. Ao implantar uma solução delivery isso não acontece, já que é possível monitorar remotamente todas as movimentações e eventos relacionados a carga. A principal vantagem é que isso evita desvios de rota desnecessários e também permite à equipe saber e avisar o cliente de possíveis atrasos por conta de imprevistos como congestionamentos ou problemas no caminhão.

  • Controle de rotas

Há momentos em que o caminhão precisa fazer várias paradas ou circular em locais que não são conhecidos do motorista. Nesses casos, a solução para delivery ajuda porque traça as melhores rotas para a realização eficiente das entregas. Essa funcionalidade também ajuda a verificar se o motorista está seguindo o que foi planejado ou se fez desvios desnecessários.

  • Gerenciamento de devoluções

A solução para delivery ajuda nas devoluções porque permite contato direto com o embarcador. Assim, caso alguma entrega apresente erro ou alguma avaria é possível negociar, no local do recebimento entrega, para que o cliente fique pelo menos com uma parte da carga, oferecer descontos em próximas compras, etc.

  • Mobilidade

Para implantar uma solução para delivery basta que os caminhões estejam equipados com smartphones. A vantagem é que a maioria das pessoas já tem familiaridade com os equipamentos. Além disso, a mobilidade fará com que os funcionários da empresa possam comunicar-se facilmente de qualquer lugar do Brasil.

  • Emissão de relatórios

Ter controle total sobre o desempenho da operação ajuda a empresa a melhorar continuamente. Como a solução para delivery permite a emissão de relatórios, visualizar erros e acertos torna-se muito mais fácil. Se você identificar, por exemplo, que sempre que o caminhão precisa fazer entregas em uma determinada região há algum tipo de demora por conta do trânsito, mude o horário ou o caminho. Pode parecer uma solução simples, mas com tantas entregas acontecendo ao mesmo tempo muitas vezes torna-se difícil de identificar esse tipo de problema.

  • Fidelização de clientes

A solução para delivery torna as entregas mais eficientes e rápidas, isso em si já melhora a relação com o cliente. Mas o ganho de confiança se dá principalmente porque, como há controle total sobre os eventos que acontecem com o caminhão, é possível avisar sobre atrasos ou problemas. Assim, o cliente consegue se programar e não fica esperando em vão uma entrega que teve problemas.
O que achou das vantagens de uma solução para delivery? Tem alguma dúvida? Escreva para nós nos comentários.

Crédito da imagem: jaymantri.com/cc

 

cta-monitoramento

processos-logisticos

Processos logísticos: como a tecnologia pode contribuir para maior precisão nas entregas

processos-logisticosTrazer maior precisão para os processos logísticos é o desejo de todas as distribuidoras. Ter o mínimo desperdício com o máximo lucro, produtividade e, principalmente, satisfação do cliente é uma busca diária e nem sempre fácil. Experiência de mercado e profissionais competentes são boa parte do processo, mas sabemos que nos dias de hoje, com a concorrência cada vez mais acirrada, quem não conta também com a tecnologia para trazer maior precisão aos processos logísticos acaba ficando para trás. Muita tecnologia ainda está por vir e, em um futuro próximo a logística precisará estar integrada ao que chamamos de internet das coisas. Tudo será mais ágil e as próprias máquinas conversarão entre si, mas isso é um assunto para o futuro. Hoje falaremos sobre tecnologias que você precisa ter hoje para ser competitivo e garantir a maior satisfação possível do seu cliente.

Armazém eficiente

Ter um maquinário moderno e um armazém eficiente são peças chave para a organização dos processos logísticos, mas é impossível falar em tecnologia para armazéns eficientes sem mencionar o WMS, o sistema de gerenciamento de armazéns. Ele é a principal ferramenta para fazer a gestão, que inclui recebimento e expedição de produtos, conferências e separação. O uso de tecnologia para essas funções garante, por exemplo, que o cliente receberá o produto certo e com a maior agilidade possível. Também evita transtornos como contagem equivocada de produtos em estoque e a possível venda de algo que a empresa não possui.

Agilidade na entrega

O cliente, para ficar satisfeito, quer ter seu produto exatamente como pediu, entregue no prazo e em perfeito estado. Para isso, os processos logísticos de entrega de produtos precisam estar em dia. Tecnologias de gestão de entregas podem ajudar muito nesse caso. Elas garantem que o motorista fará a melhor gestão possível dos horários, rotas e ordem das entregas. A confiança do cliente também melhora significativamente, já que ele pode ter acesso ao status da entrega. A relação melhora também porque, se mesmo com todos esses cuidados, ainda houver erros na entrega, reverter devoluções torna-se muito mais fácil porque o próprio motorista intermedia a negociação, no local da entrega, para que apenas parte da carga seja entregue.

 

Investir em tecnologia nunca é desperdício de dinheiro, mas a garantia de que sua empresa será mais eficiente e os processos logísticos mais ágeis. É possível que haja resistência por parte de alguns funcionários que não querem a mudança, mas tenha certeza de que essa dificuldade poderá facilmente ser superada com um pouco de paciência e dedicação.
Conhece outras ferramentas que podem melhorar os processos logísticos? Conte para nós nos comentários.

Crédito da imagem: geograph.org.uk/CC

alta tecnologia na gestão de armazéns

Automação e alta tecnologia na gestão de armazéns

alta tecnologia na gestão de armazénsCada vez mais empresas de logísitica percebem que usar alta tecnologia na gestão de armazéns é o futuro para empresas bem sucedidas. Um texto publicado no portal Supply Chain 247, no mês de junho anuncia: o mercado de robótica colaborativa deve ultrapassar US$ 1 bilhão até 2020, um aumento de dez vezes em cinco anos. Os dados são do estudo Collaborative Robotics: State of the Market / State of the Art, publicado pela ABI Research. Esse setor está se expandindo rapidamente com novas ofertas de produtos lançados no mercado tanto para grandes quanto para pequenas e médias empresas.

Contagens baseadas em papel devem ser as primeiras a desaparecer. Sistemas automatizados de gestão de armazéns (WMS) em breve deixarão de ser desejáveis e passarão a ser essenciais. Outras ferramentas também devem passar a fazer parte do processo. Alguns exemplos de alta tecnologia na gestão de armazéns são:

    1. Comando de voz: A tecnologia de voz usa reconhecimento de fala para permitir que os trabalhadores se comuniquem com o Sistema de Gerenciamento de Armazéns (WMS).
    2. Realidade aumentada: são dispositivos que misturam o real com o virtual. Óculos de realidade aumentada, por exemplo, podem ajudar na conferência de itens do armazém e melhorar a produtividade do trabalhador.

O uso de alta tecnologia na gestão de armazéns é recomendado principalmente para a realização de tarefas que exijam esforço repetitivo ou em processos em que erros podem causar grandes transtornos ou prejuízos. Como todo processo de automação, o objetivo é posicionar as pessoas como idealizadoras e gestoras de atividade que as máquinas podem executar com mais precisão, evitando acidentes de trabalho e aumentando a produtividade.

Parece algo distante, mas o uso da alta tecnologia na gestão de armazéns já é uma realidade em grandes empresas. Já existem muitos armazéns que usam sistemas de gerenciamento de armazéns (WMS), coletores de dados com ótimos resultados mesmo em pequenas e médias empresas. Tecnologias desse tipo estão cada vez mais acessíveis e fáceis de manipular.
Nesse cenário, empresas que resistirem à mudança ou não se adaptarem, certamente ficarão para trás. E a sua empresa, usa alta tecnologia na gestão de armazéns?