abastecimento de ecommerce

Abastecimento de e-commerce e digital supply chain: paradigmas que o Gartner trouxe para o debate

abastecimento de ecommerceLendo um artigo do site da revista americana Modern Materials Handling, nos deparamos com a seguinte afirmação do vice-presidente sênior do Gartner Research, Peter Sondergaard: “dados são o petróleo do século 21”. Essa frase, dita por um executivo da empresa que é referência mundial em pesquisas corporativas, diz respeito a forma com que é feito o abastecimento de e-coomerce e deve ser analisada com atenção. Já sabemos que informações sobre a forma que os processos acontecem têm mais importância do que imaginávamos. Para acompanhar a evolução da logística, vamos precisar de um novo conjunto de ferramentas, tecnologias e processos para nossas cadeias de fornecimento. Como fazer isso é a grande questão.

Ainda segundo o artigo, o e-commerce representa hoje cerca de 7% das vendas de varejistas tradicionais. Mas segundo Brian Gibson, professor de logística da universidade de Autburn, o modelo de abastecimento de e-commerce que existe hoje está fadado ao fracasso. Para ele, ninguém realmente reuniu dados para obter o verdadeiro custo da cadeia de fornecimento. No começo, os varejistas estavam preocupados apenas em estar presentes on-line. Agora, quando prospectam o volume de vendas pela internet para 30 a 50% nos próximos anos, percebem que o modelo não se sustenta.

Na opinião de Jeff Kuhn, VP de planejamento e operação de Supply Chain da empresa Brown Shoes, tudo diz respeito a maneira com que as informações são tratadas. Segundo Kuhn,50% dos atrasos de fábrica da empresa estavam relacionados a algum problema com matéria-prima. A empresa então apostou em uma plataforma de colaboração que permite uma comunicação entre todas os envolvidos nas etapas de fabricação do produto: fornecedores, fábricas, prestadores de serviços de logística etc. Dessa forma, o processo ficou muito mais eficiente.
Fala-se de inteligência na convergência entre planejamento e execução na logística há pelo menos dez anos, mas ainda não chegamos ao modelo ideal. Segundo Michael Schmitt, diretor de marketing da E2open, o problema do abastecimento de e-commerce é que a maioria das empresas têm quatro ou cinco sistemas de ERP que não conversam entre si. O futuro consiste em trabalhar para que cada vez mais informações sejam processadas com mais rapidez e qualidade para que haja cada vez menos perdas.

Crédito da imagem: geralt/cc

manual

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *