421111

Por que investir em treinamento para quem trabalha com transporte?

421111

421111

Toda empresa de logística certamente possui boa parte dos funcionários no setor de transportes. São eles os responsáveis por levar os produtos até os clientes, por isso são de extrema importância para a empresa. Alguns deles podem estar há anos na companhia, enquanto outros estão apenas iniciando na profissão, mas todos precisam constantemente receber treinamentos. Se você ainda não está convencido do quanto investir em treinamento é importante, preparamos alguns motivos que vão te fazer refletir sobre o assunto:

  • Eles são o cartão de visitas

Já parou para pensar que os seus motoristas e entregadores são a “cara” da sua empresa? Afinal, são eles que o cliente vê periodicamente em todas as entregas. Fazer com que ele de fato passe a personalidade e o modo de ser da organização é um grande desafio, mas que tem que ser buscado. Quando a empresa acredita que investir em treinamento sobre como se comportar diante de situações desconfortáveis, por exemplo, é algo importante, dificilmente o funcionário terá uma atitude indesejada.

  • Investir em treinamento ajuda na padronização de processos

Quando algo funciona bem, é interessante que todos os funcionários repliquem o mesmo padrão. Isso também vale para procedimentos de segurança ou boas práticas que evitem danos nos produtos. Investir em treinamento para que a empresa tenha padrões pode até diminuir prejuízos e aumentar a eficiência das suas operações.

  • Valorização profissional

Quando o profissional está constantemente atualizado, ele se sente mais valorizado. Pense em investir em treinamento quando perceber que há alguma dificuldade comum a muitos funcionários, ou mesmo para fortalecer aquilo que eles já fazem no dia a dia, mas trazendo novidades. Uma empresa que oferece esse tipo de atividade demonstra que se preocupa com os funcionários e isso é extremamente positivo no ponto de vista de gestão organizacional.

Profissionais treinados tendem a ser mais seguros do que estão fazendo e isso é percebido pelos clientes. Muitos deles gostam de trabalhar com determinada empresa de transportes porque sentem segurança e têm empatia com o profissional que os atende. Por isso o gestor precisa tanto investir em treinamento para valorizar esse profissional.
Ficou convencido de que investir em treinamento é importante? Conte para nós!

logistica-reversa

Distribuição e logística reversa: como implantar?

logistica-reversaCada vez mais as pessoas têm procurado serviços e empresas com compromisso socioambiental. A logística reversa cumpre exatamente este compromisso, pois recolhe os resíduos gerados pelo produto de determinada empresa e dá o destino correto, inclusive reaproveitando os resíduos na própria indústria. Além de sustentável, a empresa que tem essa prática é vista com bons olhos e cria um relacionamento de cumplicidade com seus clientes. Mas, afinal, como implantar esse sistema?

  • Explique aos seus clientes o que é logística reversa

Para uma empresa que não trabalha com a logística reversa e pretende começar, o primeiro passo é criar uma campanha de conscientização. Vale imprimir avisos nas embalagens, fazer propaganda, acionar a equipe comercial. A estratégia depende do perfil da empresa e do cliente, o que importa é que todos fiquem sabendo.

  • Faça-os trabalhar como parceiros

Se o seu cliente é o consumidor final, peça para que ele reserve um cantinho no quintal, oriente o síndico e o porteiro do prédio sobre a devolução dos materiais para a empresa. Caso seu cliente seja uma loja ou supermercado, por exemplo, faça com que ele engaje seus clientes, participando da campanha e também reservando um lugar no espaço comercial para a devolução dos resíduos.

  • Faça dar certo

De nada adianta todos colaborarem se sua empresa não está preparada para a logística reversa. Para diminuir custos, o ideal é que os caminhões não façam viagens apenas para recolher os resíduos. A ideia é que eles sejam devolvidos junto com a entrega da próxima remessa. Para isso, é preciso que eles estejam limpos e que não contaminem o caminhão ou outros produtos. Esteja certo que que esse processo está de acordo com as normas sanitárias.

Além de clientes fiéis e uma boa imagem diante da sociedade, a logística reversa pode gerar economia. Pode parecer um gasto desnecessário transportar resíduos, mas quando reaproveitados de maneira correta podem diminuir bastante os gastos com embalagens. Vale até repensar o material que sua empresa usa. Garrafas de vidro, por exemplo, tem um tempo de vida útil grande e podem ser reutilizadas várias vezes.
Tem alguma dúvida sobre logística reversa? Escreva para nós.

Crédito da imagem: freestockphotos/cc

economia de combustivel

Por que é importante promover a economia de combustível no abastecimento da frota

economia de combustivelQuando o assunto é logística, a palavra economizar sempre é bem-vinda. Desde que não interfira na qualidade das entregas, as empresas fazem de tudo para diminuir custos. Junto com outras ações, promover a economia de combustível pode ser a chave para isso. Acontece que nem sempre esse tipo de corte é prioridade ou a questão não entra em pauta no dia a dia da empresa. Nos EUA, a EPA (Environmental Protection Agency), organização que protege o meio ambiente, posicionou-se em relação ao tema. A EPA acredita que as empresas de transporte não se esforçam para diminuir esses gastos e propôs, portanto, alterações nas  leis que tratam da emissão de gases emitidos pelos caminhões. Mas se é interessante para a economia e o meio ambiente, por que não economizar? Separamos três dicas que podem ajudar sua empresa a reduzir os gastos com combustível da frota. Leia mais

coleta de dados

Coleta de dados na distribuição: quais informações você pode registrar?

coleta de dadosUtilizar métodos de coleta de dados na distribuição está se tornando cada vez mais necessário em empresas de logística de todos os portes. Os coletores de dados em geral são aparelhos de fácil manuseio e que cabem na palma da mão. Eles coletam e armazenam todas as informações que antes estariam registradas em uma planilha, por exemplo. A precisão e agilidade das informações é crucial para o sucesso das entregas, por isso o método antigo estava muito mais sujeito a erros. Leia mais

alta tecnologia na gestão de armazéns

Automação e alta tecnologia na gestão de armazéns

alta tecnologia na gestão de armazénsCada vez mais empresas de logísitica percebem que usar alta tecnologia na gestão de armazéns é o futuro para empresas bem sucedidas. Um texto publicado no portal Supply Chain 247, no mês de junho anuncia: o mercado de robótica colaborativa deve ultrapassar US$ 1 bilhão até 2020, um aumento de dez vezes em cinco anos. Os dados são do estudo Collaborative Robotics: State of the Market / State of the Art, publicado pela ABI Research. Esse setor está se expandindo rapidamente com novas ofertas de produtos lançados no mercado tanto para grandes quanto para pequenas e médias empresas.

Contagens baseadas em papel devem ser as primeiras a desaparecer. Sistemas automatizados de gestão de armazéns (WMS) em breve deixarão de ser desejáveis e passarão a ser essenciais. Outras ferramentas também devem passar a fazer parte do processo. Alguns exemplos de alta tecnologia na gestão de armazéns são:

    1. Comando de voz: A tecnologia de voz usa reconhecimento de fala para permitir que os trabalhadores se comuniquem com o Sistema de Gerenciamento de Armazéns (WMS).
    2. Realidade aumentada: são dispositivos que misturam o real com o virtual. Óculos de realidade aumentada, por exemplo, podem ajudar na conferência de itens do armazém e melhorar a produtividade do trabalhador.

O uso de alta tecnologia na gestão de armazéns é recomendado principalmente para a realização de tarefas que exijam esforço repetitivo ou em processos em que erros podem causar grandes transtornos ou prejuízos. Como todo processo de automação, o objetivo é posicionar as pessoas como idealizadoras e gestoras de atividade que as máquinas podem executar com mais precisão, evitando acidentes de trabalho e aumentando a produtividade.

Parece algo distante, mas o uso da alta tecnologia na gestão de armazéns já é uma realidade em grandes empresas. Já existem muitos armazéns que usam sistemas de gerenciamento de armazéns (WMS), coletores de dados com ótimos resultados mesmo em pequenas e médias empresas. Tecnologias desse tipo estão cada vez mais acessíveis e fáceis de manipular.
Nesse cenário, empresas que resistirem à mudança ou não se adaptarem, certamente ficarão para trás. E a sua empresa, usa alta tecnologia na gestão de armazéns?