Truckdriver

Programas de bem-estar para motoristas influenciam no desempenho das entregas

TruckdriverToda empresa de transportes entende a importância de fazer manutenção nos caminhões da frota regularmente, mas nem todas pensam em programas de bem-estar para os motoristas. Mais do que a qualidade de vida dos funcionários, implantar esses programas é vantajoso para a empresa, uma vez que diminuem os atestados médicos e os motoristas tendem a render mais no trabalho.

Segundo um artigo escrito pela presidente da Wellness Resolutions, LLC, Meryl Wexler e publicado no site Modern Materials Handling, há um desinteresse dos jovens pela profissão de caminhoneiro, enquanto a construção civil tem oferecido condições muito mais atraentes. Os motivos, segundo Wexler, são as condições inerentes à profissão:  caminhoneiros precisam passar longos períodos longe da família e amigos, têm que lidar com prazos rigorosos de entrega, sofrem com privação de sono e falta de exercício, estão propensos ao tédio devido à falta de estimulação mental, enfrentam a tensão músculo-esquelético. Além disso, a profissão não costuma ser socialmente valorizada.
Mas então, o que pode ser feito? Uma das respostas é procurar maneiras de tornar o trabalho fisicamente e mentalmente menos desgastante, promovendo mais qualidade de vida. Programas de bem-estar para motoristas projetados para atender às necessidades particulares do caminhoneiro são muito bem-vindos.

A autora do artigo cita algumas empresas que reduziram a jornada de trabalho dos motoristas e têm sido capazes de manter os custos de cuidados de saúde sob controle através da promoção de bem-estar para o motorista. No entanto, isso resolve o problema daqueles que já estão nas empresas, mas ainda há o dilema da escassez de mão de obra. Além disso, muitos programas ainda não são totalmente bem estruturados. Falta, por exemplo, especialmente para profissionais que trabalham em rotas de longa distância, tempo para frequentarem uma academia, comprarem comida saudável ou mesmo consultarem um médico. O tabagismo também é muito comum e difícil de se combater levando em conta fatores como o tédio e a solidão.

Outro agravante que impede o sucesso total dos programas é a falta de motivação dos próprios motoristas para participar. Isso requer um processo de convencimento. As pessoas costumam relacionar experiências com resultados positivos ou negativos. Quanto mais positiva a experiência, o mais provável é que ela se repita. Não é fácil, mas algumas coisas podem ser feitas para haver essa tentativa:

1) Incentivá-los a se alimentarem de forma saudável reduzindo complicações, por exemplo, armazenando refeições pré-cozidas saudáveis nos caminhões, com baixo ou nenhum custo para os motoristas. Isso reduz a necessidade de comer rápido e barato nas paradas de descanso.

2) Oferecer uma espécie de “cesta de guloseimas” cheia de lanches saudáveis, como castanhas e frutas secas.

3) Fornecer alternativas ao café e outros alimentos com altos índices de cafeína ou bebidas energéticas nocivas, por exemplo, oferecendo suplementos naturais.

4) Oferecer laptops ou tablets para motoristas com acesso gratuito à internet, para que eles possam usar Skype ou outros recursos de videochamada e interagir com a família e amigos quando pararem no meio da viagem.

5) Permitir que os motoristas tenham tempo todos os dias para “encontrar” com as suas famílias on-line.


6) Incentivar os condutores a utilizarem  os laptops / tablets para ter acesso a ferramentas de bem-estar para o motorista, tais como programas de exercícios em vídeo, programas contra o tabagismo, programas de gestão de stress, meditação, yoga e outros.


7) Fornecer uma biblioteca de audiobooks para manter os motoristas alerta e mentalmente estimulados enquanto estão na estrada.

8) Indicar locais onde haja centros religiosos e espirituais na rota dos motoristas e dar tempo para que eles os frequentem.

9) Estabelecer um sistema de pontos com troca por benefícios para os trabalhadores que aceitem participar das atividades de bem-estar para o motorista.

Segundo a autora do artigo, apesar de muito úteis, esses programas de bem-estar para motoristas ainda não resolvem a escassez crônica de novos profissionais, mas podem reduzir significativamente as taxas de rotatividade de pessoal e melhorar os números de recrutamento. A longo prazo, os programas podem também reduzir os custos de saúde – uma grande vantagem para as empresas e para os profissionais.
Na sua empresa há um programa de promoção à saúde dos caminhoneiros? Conte para nós!

 

operadores de entregas

Pesquisa mostra o que os clientes mais demandam dos operadores de entregas

operadores de entregasTer clientes satisfeitos é o que desejam todas os operadores de entregas. Mas saber o que é mais importante para eles nem sempre é fácil. Por isso a Viastore Systems Partnered com a Modern Materials Handling conduziram uma pesquisa para investigar o que as organizações levam em conta ao escolher fornecedores de sistemas de manuseio de materiais e suas soluções. O resultado foi divulgado no mês de junho de 2015 pelo site Supply Chain 247 e traz informações bastante valiosas.

Foram entrevistadas 306 pessoas de diferentes funções em empresas de vários setores. Entre a lista de perguntas, os entrevistados foram solicitados a atribuir uma classificação de “extremamente / muito importante”, ” importante / pouco importante ” ou ” não é importante ” para 17 diferentes atributos que descrevem fornecedores de sistemas de manuseio de materiais e suas soluções para operadores de entregas.

Destes, sete foram considerados os mais importantes por pelo menos 80% dos participantes :

1. Entregar dentro do orçamento (88% extremamente / muito importante, 11% importante / pouco importante )
2. Entregar no prazo (85% extremamente / muito importante, 13% importante / pouco importante )
3. Suporte de pós-venda (83% extremamente / muito importante, 14% importante / pouco importante )
4. Design/ Expertise no desenvolvimento (80% extremamente / muito importante, 18% importante / pouco importante )
5. Conhecimentos de engenharia (80% extremamente / muito importante , 19% importante / pouco importante )
6. Questões de interface / integração ( hardware e software) (80% extremamente / muito importante, 18% importante / pouco importante)
7. Funcionalidades do software (80% extremamente / muito importante, 18% importante / pouco importante )

A pesquisa nos confirma aquilo que supomos: preço e prazo ainda são os fatores mais importantes na relação dos operadores de entregas com o cliente. É por isso que investir em sistemas que ajudem a cumprir os acordos sempre trará um bom retorno. O que chama a atenção é o destaque para o design e as funcionalidades do sistema. Ao escolher um software para gestão de entregas, leve em conta a usabilidade, a possibilidade de integração com outros sistemas e se há bom suporte.
Tem alguma dúvida sobre o assunto? Conte sua experiência para nós!

Crédito de imagem: JESHOOTS/cc

abastecimento de ecommerce

Abastecimento de e-commerce e digital supply chain: paradigmas que o Gartner trouxe para o debate

abastecimento de ecommerceLendo um artigo do site da revista americana Modern Materials Handling, nos deparamos com a seguinte afirmação do vice-presidente sênior do Gartner Research, Peter Sondergaard: “dados são o petróleo do século 21”. Essa frase, dita por um executivo da empresa que é referência mundial em pesquisas corporativas, diz respeito a forma com que é feito o abastecimento de e-coomerce e deve ser analisada com atenção. Já sabemos que informações sobre a forma que os processos acontecem têm mais importância do que imaginávamos. Para acompanhar a evolução da logística, vamos precisar de um novo conjunto de ferramentas, tecnologias e processos para nossas cadeias de fornecimento. Como fazer isso é a grande questão. Leia mais

manual para planejamento de carregamento capa

Novo e-book: Manual para o planejamento de carregamento

manual para planejamento de carregamento capaVocê já parou para pensar como um bom planejamento de carregamento é importante para o sucesso das entregas? Ele começa muito antes do carregamento em si. Se o armazém funciona bem, provavelmente o carregamento será feito sem grandes problemas. Outro ponto importante é conhecer os produtos que se está carregando e as necessidades de descarga do cliente. Leia mais

armazem do futuro

Como a Cisco vê o armazém do futuro

armazem do futuroA Cisco, líder mundial em Tecnologia da Informação, tem concentrado esforços em pensar como será o armazém do futuro. Em um artigo publicado no portal Modern Materials Handling, o diretor sênior de logística da empresa, Jack Allen, revela o que a empresa pensa sobre processos de logística e dá pistas sobre as soluções que a Cisco pretende desenvolver para transformá-los. Leia mais